O ERP como aliado para a gestão e competitividade do seu negócio!

Pentare - Consultoria em Tecnologia

O ERP como aliado para a gestão e competitividade do seu negócio!

 

Por Claudio Krafecik* 

 

Um sistema de ERP pode gerar estratégias mais competitivas para o mercado, mas também redução de gastos com base estratégica.

O Enterprise Resource Planning, ou Planejamento dos Recursos Empresariais, comumente denominado como ERP, é uma ferramenta indispensável para empresas que querem obter sucesso em seus planejamentos. Suas vantagens são inúmeras e seu uso acaba se tornando um aliado dos gestores, auxiliando-os a organizar as atividades do negócio de forma simples, mas sem perder a qualidade dos processos.

Primeiramente, na gestão empresarial, há vários setores que funcionam concomitantemente: o administrativo, o financeiro, o jurídico, o de projetos, entre outros. Com a implantação de um ERP, todos esses setores ficam integrados no sistema, permitindo aos gestores ter maior acesso a todas as atividades que estão acontecendo em determinado momento e melhorando, consequentemente, a tomada de decisões.

Com isso, ter um ERP que integre todos os setores da empresa centraliza, também, o processo operacional e melhora a comunicação entre as áreas. Quando não há um sistema de gestão instalado, cada setor trabalha com um software diferente que o auxilie a cumprir com suas tarefas. A partir do momento que um ERP integra esses sistemas em um só, todos os colaboradores têm conhecimento das operações que estão sendo executadas e trabalham com mais produtividade e efetividade.

Sendo assim, ao instalar um ERP na empresa, gestores obtém uma melhor organização dos processos; diminuição no tempo gasto com atividades que demoram muito para serem finalizadas, já que são realizadas automaticamente; diminuição de erros ocasionados por falhas humanas; ajuda na tomada de decisões; automatização de tarefas; e um melhor controle na gestão.

Mais vantagens do ERP e competitividade

Da mesma forma, um sistema de gestão é importante para a competitividade do negócio, possibilitando à empresa ter uma capacidade de inovação, produtos e serviços de qualidade, produção e entrega eficazes, ações de marketing, melhoria do relacionamento com o cliente, entre outros.

Assim, o ERP auxilia de diversas maneiras, a fim de entregar vantagem competitiva para a organização. Uma delas é a redução de custos operacionais que o sistema garante, ou seja, a eliminação de fontes de desperdícios que faz com que os gestores deixem de investir em soluções ou operações que não entregam os resultados esperados.

Além disso, o ERP ajuda na competitividade de um negócio ao criar uma base de dados, possibilitando criar estratégias personalizadas para cada cliente ou segmento do público-alvo.

Por fim, o sistema de gestão ainda consegue entregar vantagem competitiva para a empresa com o aumento do lucro operacional. Pelo fato de capacitar o gestor a identificar o que é necessário para aumentar as receitas da organização a médio e longo prazo, o ERP facilita a tomada de decisões estratégicas que serão importantes para fazer o negócio crescer e obter lucros de seus investimentos e vendas.

As verdades de ontem não necessariamente são as mesmas de hoje e provavelmente não serão as de amanhã. Deu nó? Não se preocupe. É parte do processo de adaptação.

E não importa sua profissão ou em que ramo de negócio você trabalha, nem sua idade ou posição econômica e social. Independe também da sua área de atuação e nível hierárquico. Acredite, o mundo sempre foi assim. Mudanças e transformações são parte de nossa história.

A grande diferença que vivemos, em nossos tempos, é o ritmo e velocidade dessas mudanças. Nossos pais viveram tempos diferentes de nossos avós. Nós, em um mundo com cada vez mais acesso a tecnologias digitais, temos avançado num ritmo nunca antes experimentado. Diferente das gerações anteriores, conseguimos perceber grandes transformações dentro de nosso próprio ciclo.

Mas não se preocupe. Sugiro substituir qualquer eventual receio, que terá efeito paralisador, pela curiosidade, que terá efeito mobilizador.

Vou usar um exemplo de como nossos hábitos se transformam e às vezes mal notamos. Pense no Uber, que surgiu como algo inusitado. Torcíamos o nariz desconfiados para adotá-lo, mas pouco a pouco, mais e mais pessoas foram usando, recomendando e hoje essa forma de mobilidade já está incorporada à nossa rotina.

Observando artigos, eventos e discussões sobre o tema transformação digital, fiquei com uma imagem de um barco sem bússola, em que cada passageiro está remando para um lado diferente. Assim, peço sua licença para propor uma reflexão sobre 4 fundamentos de uma transformação digital.

Fundamentos que derivam de uma jornada de 20 anos liderando transformações digitais em organizações multinacionais, associações, eventos, palestras, livros e em especial de um olhar sempre curioso sobre esse mundo líquido, que insiste em não parar de evoluir e ser diferente a cada novo amanhecer.

Fonte: http://bit.ly/2Q0lRZm

Compartilhe: